A necessária – e interessante – mudança dos profissionais de Supply Chain

29/10/2017 - Paulo Oliveira

Um infográfico simples e impactante me chamou a atenção há cerca de 2 meses: estudo da DHL(1) aponta que os profissionais de supply chain do futuro (considerando o ano 2020 como futuro…) deverão ser generalistas, multi-funcionais, focados no cliente, buscando desenvolvimento de processos e soluções multi-stakeholders, além de participantes ativos do planejamento estratégico das empresas.

UAU!

Paulo Oliveira, consultor
na empresa SCAMBO Consultoria.

Historicamente preparados para atuar de forma focada, especializada e continuamente buscando melhorias operacionais, os profissionais que atuam em cadeias de abastecimento deverão, num curto espaço de tempo, ter clara visão de negócio e amplo entendimento sobre o cliente final atendido. Só assim serão capazes de desenvolver soluções realmente aderentes às necessidades do mercado, no modelo de Demand Driven Supply Chain(2).

O mercado exige serviços agregados, prazos agressivos de entrega, facilidade para compra e troca (conceito omni-canal(3)), soluções de menor impacto ao meio-ambiente e ainda custos reduzidos. Não é uma equação fácil de ser resolvida e os profissionais de Supply Chain precisam se preparar para resolvê-la.

Mas como garantir este complemento na formação, dada a velocidade de mudanças e atualizações que vivemos?
Precisamos voltar a ser curiosos, como nos tempos de criança, em relação às demais áreas e atividades da empresa. Temos que nos aproximar, não apenas para contribuir com melhorias de processos (somos bons nisso!), mas principalmente para entender melhor seus desafios, seus modelos de tomada de decisão, suas metas e seus objetivos: Quais as fontes de informação que a área de Marketing usa para o lançamento de novos produtos? Como a área de vendas estrutura seu discurso junto aos clientes para mostrar diferenciação em relação aos concorrentes? Como a área jurídica consegue se manter atualizada em relação às mais diversas normas e leis?

Precisamos, certamente, selecionar bem nossas fontes de informação (fake news crescem e se espalham muito rapidamente) e ler muito: casos, conceitos, histórias, artigos técnicos, fracassos… Há muita gente realizando muita coisa interessante e a troca de conhecimentos e experiências é um caminho bastante rápido de aprendizado e atualização.

Finalmente, precisamos pensar, séria e individualmente, sobre nossas carreiras. Há novas profissões surgindo, há novas funções sendo demandadas, há novas qualificações a desenvolver. É um ótimo momento para uma criteriosa autoanálise: quais desafios realmente fazem seus olhares brilharem? Que tipo de conhecimento você adoraria adquirir? Em que tipo de empresa você gostaria de trabalhar? Ou, numa virada para o empreendedorismo, que tipo de cliente ou projeto você gostaria de ter?

Se, por um lado, estamos vivendo claramente uma avalanche de incertezas, preocupações, medos e anseios, por outro podemos encontrar oportunidades, satisfação, propósito e, por que não, felicidade. O futuro é desconhecido, mas pode ser bem mais prazeroso e mais cheio de sentido. Vamos encarar?

Referências:
(1) Supply Chain Manager 2020: a new breed – DHL : http://dhl.lookbookhq.com/…/infographic_supply-chain-manager-2020
(2) Demand-driven supply chain: http://www.ilos.com.br/web/demand-driven-supply-chain/
(3) Omnicanal (ou omni-channel): https://www.sebrae.com.br/…/integre-seus-canais-de-vendas-a-partir-do-conceito-de-omni-channel

Fale com a gente!

Av. Bernardino de Campos, 185 – Paraíso
São Paulo – SP, 04004-050

Que tal deixar seu nome e e-mail para receber noticias e novidades?

Pin It on Pinterest